• A QUESTÃO DA IMAGINAÇÃO NA FILOSOFIA DE PASCAL:

    Por: Juliana Vannucchi “Pensamentos” é a obra clássica do brilhante pensador parisiense, Blaise Pascal. Nela, o filósofo reflete sobre vários assuntos diferentes, como, por exemplo, a miséria, o tédio, a vaidade e outros, e em meio a tantos temas abordados, encontra-se a questão da imaginação, que se tornou um dos pontos de maior destaque do

  • OS CANIBAIS – MONTAIGNE:

    Por: Juliana Vannucchi Michel de Montaigne foi um dos mais célebres pensadores franceses. Sua obra magna chama-se “Ensaios” e foi publicada pela primeira vez em 1580, na cidade de Bordeaux. Nela, através de uma linguagem especialmente agradável, o filósofo medita sobre diversos temas, como, por exemplo, a morte, o medo, a solidão, a consciência, a

  • ABELARDO E HELOÍSA:

    Por: Juliana Vannucchi “Às vezes, os exemplos mais que as palavras excitam ou acalmam os sentimentos humanos”. – Abelardo. Durante a Idade Média, Pedro Abelardo e Heloísa de Argenteuil protagonizaram um dos romances mais dramáticos e impressionantes da história. Abelardo foi um teólogo e filósofo cujos feitos foram notáveis, tanto na época em que viveu,

  • O ABSURDO EXISTENCIAL EM “UMA CONFISSÃO” – TOLSTÓI:

    Por: Juliana Vannucchi Dentre muitos autores que aprecio, Tolstói é com certeza um dos meus escritores favoritos – talvez seja mesmo o grande predileto. Já inúmeros contos e livros de sua autoria e sempre adorei todas as suas obras literárias com as quais tive contato. De tudo o que li, entretanto, a que mais me

  • FILOSOFIA DA RELIGIÃO:

    Por: Juliana Vannucchi “A única certeza teológica sobre a qual encontramos um consenso quase universal entre os homens é que existe um poder invisível e inteligente no mundo“. (HUME, 2004, p. 43). A frase acima ilustra algo que há milênios está fortemente presente no cotidiano da humanidade, que é a fé em uma ou mais

  • TIPOS DE CONHECIMENTO:

    Por: Juliana Vannucchi Em sua Metafísica, Aristóteles escreveu que “por natureza, todo homem deseja conhecer”. De fato, notamos que o desejo pelo conhecimento acompanha o ser humano desde os primórdios e, com o passar do tempo, conforme o homem evoluiu, surgiram algumas maneiras diferentes de construir conhecimento, sendo que é através delas que se compreende,

  • HIPÁTIA DE ALEXANDRIA:

       Por: Juliana Vannucchi Hipátia foi uma das mulheres mais célebres e fascinantes de toda a história da humanidade. Na época em que viveu tornou-se especialmente conhecida por sua sabedoria e comprometimento em diversas áreas, como a matemática, a lógica, a filosofia e a astronomia. Sua trajetória de vida ficou marcada tanto pela notável capacidade

  • A FALSEABILIDADE NA FILOSOFIA DE KARL POPPER:

    Por: Juliana Vannucchi Karl Popper (1902-1994) foi um dos pensadores mais brilhantes do século XX. Destacou-se especialmente na área da Filosofia da Ciência. Um dos principais temas de sua filosofia, e que lhe rendeu notável reconhecimento é a questão da falseabilidade, que será explorada neste texto.   A Ciência, como área do saber, possui várias

  • O DESESPERO HUMANO:

    Por: João Arruda Quem há que não tenha dúvidas? Poucas ou muitas, não há quem não as tenha. Tenho somente escrito e pensado em tom interrogativo, pois é somente isso que tenho conseguido: ter dúvidas. Sou rodeado por elas, mas não as deixo serem findadas rapidamente, as deixo como companheiras que me martelam deveras. Não

  • 8 MULHERES QUE MARCARAM A HISTÓRIA DA FILOSOFIA:

    Por: Juliana Vannucchi e Gustavo Garrote O Acervo Filosófico não poderia deixar o o Dia Internacional da Mulher passar em branco. Assim sendo, produzimos nossa primeira lista especialmente voltada para a data em questão. Abaixo, você confere algumas notas sobre mulheres que, de alguma maneira, cravaram sua marca na história da Filosofia. Felizmente haveria outros