• O CONCEITO DE MEMÓRIA NA FILOSOFIA DE AGOSTINHO:

    Por: Juliana Vannucchi “É grande esta força da memória.” – Santo Agostinho Este texto visa apresentar algumas reflexões feitas por Santo Agostinho em relação à memória, e baseia-se especialmente no Livro X da obra Confissões, ao longo do qual o filósofo apresenta vários tópicos, tal como a reminiscência, o esquecimento, a felicidade, a lembrança dos

  • FILOSOFIA ISLÂMICA:

    Por: Juliana Vannucchi e Paulo Pedroso A Filosofia Medieval foi um período da história da filosofia ocidental que se desenvolveu na Europa durante os séculos V-XV. Nessa época da história, a Igreja Católica possuía grande poder e enorme influência sobre a sociedade europeia e este fato é fundamental para compreensão das raízes e essências presentes

  • A EDUCAÇÃO NA IDADE MÉDIA:

    Por: Celso Cristiano Pinto e Juliana Vannucchi    Relatar fatos da idade média requer cuidados com as observações, pois ela é tão extensa e difícil de caracterizar que há o risco de simplificá-la a apenas um tempo de períodos iguais. A idade média abrange mil anos de história, da queda do Império Romano (476) à

  • FILOSOFIA MEDIEVAL – Introdução:

    Por: Juliana Vannucchi     A Filosofia Medieval foi um período da história da Filosofia ocidental que desenvolveu na Europa durante os séculos V-XV. Antes de fornecer alguns aspectos do pensamento filosófico propriamente dito, é importante mencionar que nesse período da história a Igreja Católica possuía grande poder e enorme influência sobre a sociedade europeia, e

  • O PROBLEMA DO MAL – Santo Agostinho:

    Por: Juliana Vannucchi A “Questão do Mal” ou “Problema do Mal” é um tema amplamente discutido na história da Filosofia, especialmente na Filosofia da Religião, e que foi abordado por inúmeros pensadores ao longo da história, principalmente durante a Idade Média, período que, na Filosofia, caracterizou-se (entre outros aspectos) por uma tentativa de conciliar fé

  • QUESTÃO DO TEMPO – Santo Agostinho:

    Por: Juliana Vannucchi (…) por onde caminha o tempo, se não pelo presente? (…) Este texto tem como finalidade apresentar resumidamente alguns dos pontos de maior relevância contidos no livro XI, intitulado Questão do Tempo, da obra “As Confissões” de Santo Agostinho. É fundamental esclarecer que, historicamente o pensador acima mencionado fez parte da Filosofia

  • ACERCA DO PROBLEMA DO POSSÍVEL E DO NECESSÁRIO:

    Por Luiz Semeler     Antes de chegarmos ao ponto principal deste texto, faz-se necessária uma contextualização do que aqui será dito, e essa contextualização passa fundamentalmente pela história da filosofia medieval e, portanto, por seus objetivos, suas condições, e alguns outros fatores que a caracterizaram.      A meta principal dos filósofos medievais era, através da