• O ANEL DE GIGES – PLATÃO:

    Por: Juliana Vannucchi O Anel de Giges é uma história que se encontra presente nos Livros II e III da obra A República, de Platão. Trata-se de um diálogo entre Glauco e Sócrates, no qual ambos refletem sobre a justiça e a injustiça. É válido mencionar que este referido tema que tange o contexto desta

  • QUESTÃO DO TEMPO – Santo Agostinho:

    Por: Juliana Vannucchi (…) por onde caminha o tempo, se não pelo presente? (…) Este texto tem como finalidade apresentar resumidamente alguns dos pontos de maior relevância contidos no livro XI, intitulado Questão do Tempo, da obra “As Confissões” de Santo Agostinho. É fundamental esclarecer que, historicamente o pensador acima mencionado fez parte da Filosofia

  • ACERCA DO PROBLEMA DO POSSÍVEL E DO NECESSÁRIO:

    Por Luiz Semeler     Antes de chegarmos ao ponto principal deste texto, faz-se necessária uma contextualização do que aqui será dito, e essa contextualização passa fundamentalmente pela história da filosofia medieval e, portanto, por seus objetivos, suas condições, e alguns outros fatores que a caracterizaram.      A meta principal dos filósofos medievais era, através da

  • EMPÉDOCLES:

    Por: Juliana Vannucchi Empédocles (490 a.C. – 430 a.C.) nasceu em Agrigento, no sul da Sicília. Teria sido grande defensor da democracia (2008, p.27), além de notável orador. Algumas fontes afirmam que foi médico e que chegou a escrever um poema sobre Medicina. Conta-se também que realizou milagres. Assim como os outros filósofos pré-socráticos, empenhou-se

  • FILOSOFIA HELENÍSTICA – Introdução:

    Por: Juliana Vannucchi Para melhor compreender as abordagens da filosofia helenística e a postura dos pensadores da época, é importante contextualizar e compreender também alguns dos principais fatos históricos que acompanharam está fase da Filosofia.  O “helenismo” pode ser definido como o período que se estende desde a morte de Alexandre, O Grande até o

  • CINISMO – Filosofia:

    Por: Juliana Vannucchi “ridendo castigant mores” (“rindo, criticam os costumes”) – Sátira latina de Lucílio e Horário. O Cinismo foi uma corrente filosófica fundada por Antístines, discípulo de Sócrates. A palavra “cínico” tem sua origem do grego, “Kynicos”, que significa “canino”. Os cínicos eram chamados de cães pelo fato de que Antístenes transmitia seus ensinamentos

  • A FILOSOFIA DE SÓCRATES:

    Por: Juliana Vannucchi e Pedro Bracciali Sócrates nasceu no subúrbio de Alopeke, em Atenas, por volta de 470-469 a.C, e tornou-se um dos principais pensadores da história da Filosofia ocidental. Sua mãe era uma notável e conhecida parteira e seu pai era escultor. O filósofo não deixou nenhum legado escrito, e o que se sabe

  • O PRAZER NA FILOSOFIA DE EPICURO:

    Por: Juliana Vannucchi O pensamento de Epicuro de Samos: EPICURO E A QUESTÃO DO PRAZER: Epicuro de Samos foi um pensador grego do período helenístico (cujo início deu-se no final do século IV a.C.) que nasceu em 341 a.C., na Ilha de Samos. Foi fundador e principal expoente da filosofia epicurista. As bases de seu

  • AS DIFERENTES FONTES SOBRE SÓCRATES:

    Por: Juliana Vannucchi . Um dos principais aspectos mencionados quando se fala em Sócrates, é o fato de que o pensador não deixou nenhum registro escrito. O que hoje se sabe a seu respeito, é o que foi transmitido por alguns testemunhos de sua época, dentre os quais três são as principais fontes, que o

  • DUALISMO CARTESIANO:

    Por: Juliana Vannucchi O Dualismo Cartesiano é um importante conceito da filosofia de René Descartes (1596 –1650) e um dos pilares da Filosofia da Mente. Consiste na crença de que há uma dicotomia entre corpo (do latim, res extensa – “coisa extensa”) e consciência (do latim, res cogitans – “coisa pensante”), pois o corpo, acredita