• TEORIA DO CONHECIMENTO – Introdução:

    Por: Juliana Vannucchi     O conhecimento, desde sempre, integrou a vida do homem, sendo fundamental, inclusive a para a própria sobrevivência humana, afinal, podemos facilmente perceber sua aplicabilidade em nossos próprios cotidianos. Certa vez, Nietzsche escreveu: “O habitual é o mais difícil de conhecer”. Se esta frase nos servir como ponto da partida, podemos desconstruir o

  • O JOGO DA ARTE:

    Por Rosângela Vig Os quadros mais bonitos são aqueles com que sonhamos quando fumamos cachimbo na cama, mas que jamais pintamos. Mesmo assim, devemos atacá-los por mais incompetentes que nos possamos sentir ante a perfeição indescritível, os gloriosos esplendores da natureza. (VINCENT VAN GOGH, 2007, p.21)  Criador de um traço inconfundível na Arte e um

  • O IMATERIALISMO DE BERKELEY:

    Por: Juliana Vannucchi “Basta observar seus próprios pensamentos e experimentar se você consegue conceber que seja possível para um som, uma figura, um movimento ou uma cor existirem sem a mente ou sem serem percebidos“. Este texto pretende introduzir o leitor ao conceito de imaterialismo sustentado na filosofia de George Berkeley, um dos principais expoentes

  • AS OBRAS DE WILLIAM BLAKE EM CONTRAPONTO COM A RAZÃO:

    Por: Juliana Vannucchi William Blake foi um pintor e poeta inglês, que enquadra-se e costuma ser associado ao Romantismo (mais especificamente, como um pré-romântico), embora a totalidade suas produções também possua aspectos pertencentes ao Simbolismo. . Blake era excêntrico. Suas produções foram amplamente recusadas durante o período em foram criadas, pois estavam além de qualquer

  • A ARTE INCOMPREENDIDA:

    Rosângela Vig A Arte, na tentativa de traduzir os códigos da realidade, vem, ao longo dos séculos, modificando suas feições, o modo como o artista descreve a natureza e o mundo em que vive. Desde os gregos, os artistas procuravam aproximar seus modelos da realidade, considerando este o ideal de perfeição estética. Se esse modelo

  • WALTER BENJAMIN – A REPRODUTIBILIDADE DA OBRA DE ARTE:

    Por Pedro Bracciali Palavras-chave: Aura na obra de arte. Reprodutibilidade da obra de arte. Fotografia. Cinema. Walter Benjamin. WALTER BENJAMIN – A REPRODUTIBILIDADE DA OBRA DE ARTE RESUMO: O filósofo, sociólogo e crítico de arte, Walter Benjamin (1892 – 1940), propõem uma teoria acerca do impacto que a reprodução mecânica exerceu sobre a arte, alterando

  • A RELEVÂNCIA DA MENTIRA COMO COMPONENTE ARTÍSTICO EM OSCAR WILDE:

    “A mentira, contar coisas belas e falsa, é o objetivo próprio da arte”. Por Juliana Vannucchi Compartilharei com você, leitor, algumas observações e interpretações referentes ao ensaio “A Decadência da Mentira”, escrito por Oscar Wilde e lançado em 1891. O referido texto trata-se de um diálogo entre Vivian e Cyril, dois personagens que se encontram

  • INTRODUÇÃO À TEORIA ESTÉTICA DE OSCAR WILDE:

    Por Juliana Vannucchi Oscar Wilde foi uma das figuras mais incríveis das quais temos conhecimento. Sua genialidade literária era notavelmente original, e seus enredos mesclavam críticas sociais com doses de sarcasmo, e esses aspectos eram preenchidos com uma imensa maestria filosófica. Porém, na época em que produziu suas obras, foi incompreendido pela maior parte da

  • BIOÉTICA SECULAR:

    Por: Juliana Vannucchi INTRODUÇÃO: A palavra “Bioética tem origem no termo “Bio-ethos”= Ética da vida. Consiste num estudo em torno da vida humana e da vida animal vegetal. Propõe-se a refleti-las, entendê-las e buscar uma compreensão e fundamentação de seus direitos. De acordo com Pegorato (2006, p.160): “A bioética, em primeiro lugar, cuida da vida,

  • BREVE INTRODUÇÃO AO EMPIRISMO:

    Por: Juliana Vannucchi Para compreender o Empirismo, é necessário um entendimento prévio sobre a raiz filosófica ao qual ele pertence, que chama-se “Teoria do Conhecimento”, também conhecida como “Epistemologia” ou “Gnosiologia”. Vamos, portanto, esclarecer a definição deste ramo da Filosofia para chegarmos ao ponto principal aqui proposto, que é uma introdução ao Empirismo. A Teoria do