SÉRIES RELIGIÕES – XAMANISMO:

By Acervo Filosófico

Introdução:

O Acervo Filosófico irá apresentar uma série de matérias sobre um assunto que está constantemente em nosso cotidiano: a religião. Embora algumas vezes mais ou presente, e algumas vezes menos, sempre somos, de alguma forma influenciados por elas. Para compreendermos melhor a respeito deste fenômeno, os membros da nossa equipe decidiram ir atrás de pessoas envolvidas, dedicadas e ativas nas mais variadas religiões. A primeira que apresentamos para vocês é o Xamanismo. Para conhecer melhor sobre esse assunto, Juliana Vannucchi e Bruno Moreira, dois de nossos autores, foram para São Paulo conhecer e bater um papo com o xamã Maurício Eloy.

XAMANISMO:

Primeiramente, é necessário fazer um esclarecimento indispensável em relação ao assunto. Apesar da constante associação e interpretação do “Xamanismo” como sendo de origem religiosa, na realidade, esse termo não se refere á uma religião. Porém, as buscas espirituais, estão entre os aspectos que se encontram presentes nos rituais e na rotina dos xamãs, ou de qualquer um que participe de uma cerimônia e venha e envolver-se com o Xamanismo. Dessa forma, devido ao envolvimento que essa prática possui como o lado espiritual, surge popularmente uma constante ligação ou até mesmo compreensão sobre o Xamanismo como sendo uma religião.

Comecemos a explorar esse universo através de sua própria nomenclatura: Xamanismo é uma palavra ligada ao termo “xamã” que teve origem na Sibéria e significa “saman”, palavra esta que por sua vez, remete á “sramana” cujo significado é inspirado pelos espíritos. Ou seja, o xamã seria uma pessoa “inspirada pelos espíritos” e essa pessoa pode ser qualquer um. Portanto, embora muitas vezes, no senso comum, façamos associações preciptadas entre o Xamanismo e os índios, na realidade, qualquer um pode ser um xamã.

O Xamanismo pode ser definido então, como um conjunto de práticas e de crenças ancestrais, que possuem um guia espiritual denominado xamã. Esse guia é uma pessoa que recebe um chamado o, ou seja, que vivencia um fato que o coloca em contato com o macrocosmo e desperta sua consciência espiritual. Assim, ele irá instruir as pessoas a sua volta através de tarefas e buscas espirituais. Essa instrução visará evolução e conforto do espírito do praticamente e, normalmente (embora não seja sempre), envolverá a realização de rituais que, geralmente, usará dois elementos indispensáveis: plantas psicoativas e tambores. Esses componentes levarão o praticamente a encontrar um estado elevado de consciência que o conectara com o sagrado.

 

PERGUNTAS RECORRENTES:

Eloy esclareceu algumas dúvidas que a maior parte das pessoas tem em relação ao Xamanismo.

  1. O Xamanismo possui um Deus?

Xamanismo não possui Deus, não é religião. Hoje alguns antropólogos sustentam que é uma linguagem.

  1. As mulheres também podem ser xamãs?

Há uma possibilidade de mulheres terem sido xamã primeiro que os homens, mas isso não da pra se provar. Os xamãs são homens e mulheres.

  1. Qualquer um pode praticar os rituais?

Qualquer pessoa pode sim praticar rituais. Mas isso não quer dizer que todas as pessoas são xamã. Mas tem rituais fechado de Xamanismo.

  1. Como é a atividade Xamânica no Brasil?

Xamanismo tradicional no Brasil é praticado em sua maioria por indígenas, mas pode ter sim alguns xamãs tradicionais em área urbanas.

  1. Quais livros e autores devo ler para me informar melhor sobre o assunto?
  • Xamanismo: Técnica arcaica do êxtase – Autor: Mirceia Eliade
  • Xamanismo Origens e mistérios – Autor: M. A. Czaplicka (primeira antropóloga   mulher)
  • Los Chamanes de la Prehistoria – Autores: Jean Clottes e David Lewis-Williams
  • O Alimento dos Deuses – Autor: Terence Mckenna.
  • A queda do Céu – Autores: David Kopenawa e Bruce Albert (um livro muito importante para entender o Xamanismo indígena no Brasil)
  • A serpente Cósmica – Autor: Jeremy Narby

 

Fiquem ligados! Em breve, estará no ar o vídeo da entrevista feita com Maurício Eloy…

 

Related articles

Leave a Reply