• UMA LEITURA POSSÍVEL SOBRE O ABSURDO DE ALBERT CAMUS: ‘O ESTRANGEIRO’:

    Por: Juliana Vannucchi e Pedro Bracciali PRIMEIRA PARTE: O ABSURDO DO MUNDO: A intensidade conferida à narrativa de ‘O Estrangeiro’, pela construção de Camus, sugere ambientes vazios de paisagens e de interesse, sob um sol sempre excessivo a subir no horizonte, provocando ardência no rosto e ofuscando a visão. Seriam as lembranças trazidas da infância,