• CINEMA, ARTE E INDÚSTRIA – Acervo Filosófico e Cinema de Buteco:

    Os membros do Acervo Filosófico bateram um papo com três autores do site Cinema de Buteco para discutir e refletir sobre o seguinte tema: “CINEMA, ARTE E INDÚSTRIA“. Cinema, Arte e Indústria: Este breve texto visa aproximar o leitor da temática proposta para uma gravação realizada entre membros do site Acervo Filosófico em parceria com

  • AS OBRAS DE WILLIAM BLAKE EM CONTRAPONTO COM A RAZÃO:

    Por: Juliana Vannucchi William Blake foi um pintor e poeta inglês, que enquadra-se e costuma ser associado ao Romantismo (mais especificamente, como um pré-romântico), embora a totalidade suas produções também possua aspectos pertencentes ao Simbolismo. . Blake era excêntrico. Suas produções foram amplamente recusadas durante o período em foram criadas, pois estavam além de qualquer

  • INTRODUÇÃO À TEORIA ESTÉTICA DE OSCAR WILDE:

    Por: Juliana Vannucchi Oscar Wilde foi uma das figuras mais incríveis das quais temos conhecimento. Sua genialidade literária era notavelmente original, e seus enredos mesclavam críticas sociais com doses de sarcasmo, sendo tais aspectos preenchidos com uma imensa maestria filosófica. Porém, na época em que produziu suas obras, foi incompreendido pela maior parte da sociedade,

  • ENTREVISTA – Tullio Dias:

    Por: Juliana Vannucchi “… O cinema acompanha a cultura e a sociedade para ser um reflexo do seu tempo”. – Tullio Dias. O Acervo Filosófico bateu um papo com Tullio Dias, editor chefe do Cinema de Buteco. Envolvido há anos com o universo do cinema, o crítico expôs suas visões sobre as ligações existentes entre